sexta-feira, 29 de agosto de 2014

NASA apresenta foguete que levará astronautas a Marte

 
NASA apresenta foguete que levará astronautas a Marte
Visão artística do Sistema de Lançamento Espacial (SLS). [Imagem: NASA/MSFC]


Foguete classe exploração
A NASA apresentou o desenho final de um novo foguete de grande porte projetado para levar os seres humanos em missões além da órbita da Terra - para explorar asteroides e, eventualmente, rumo a Marte.

O Sistema de Lançamento Espacial (SLS) é o que a NASA chama de um "foguete classe exploração".
A agência aprovou a continuidade do programa de desenvolvimento do SLS, algo que não acontecia desde a construção dos ônibus espaciais, e é a primeira ação depois do cancelamento do Projeto Constellation e seu foguete peso-pesado Ares V.

Para seu primeiro teste de voo, o SLS será configurado para uma capacidade de elevação de 70 toneladas, o que permitirá levar uma nave Orion sem tripulação além da órbita baixa da Terra.
Em sua configuração mais potente, o SLS conseguirá levar até 130 toneladas ao espaço, a mesma capacidade do nunca concretizado Ares V.

Essa capacidade permitirá missões tripuladas a destinos como um asteroide e Marte - a NASA não tem demonstrado muito interesse em retornar à Lua.

O segundo voo do SLS deverá enviar uma tripulação de quatro astronautas além da órbita da Lua, onde o homem nunca chegou. Logo a seguir deverá vir a missão para capturar um asteroide e colocá-lo em órbita da Lua para estudos.

Reaproveitamento
O voo inicial do SLS deverá ocorrer, no mais tardar, segundo a NASA, em novembro de 2018.
Isso será possível porque vários componentes essenciais do novo foguete já estão prontos ou são baseados no foguete que levava os ônibus espaciais.

A NASA já tem em estoque 16 motores RS-25 não usados pelos ônibus espaciais, o que será suficiente para as quatro primeiras missões do SLS. Os foguetes laterais, de combustível sólido, também serão uma adaptação daqueles usados nos ônibus espaciais.

O estágio final de propulsão, que levará as naves até seu destino, será uma adaptação dos motores do foguete de carga Delta IV.

"Estamos em uma jornada de exploração científica e humana que nos levará a Marte," disse Charles Bolden, administrador da NASA. "E nós estamos firmemente empenhados em construir o veículo de lançamento e outros sistemas de apoio que nos levarão nessa jornada."

www.inovacaotecnologica.com.br