BitCoin

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Aplicativo mostra a origem da água que abastece os moradores de São Paulo

É possível saber a origem da água em toda a região materopolitana de São Paulo.
É possível saber a origem da água em toda a região materopolitana de São Paulo.

Você sabe de onde vem a água que você consome? São Paulo enfrenta a pior crise hídrica da história, mas nem todos conseguiram entender a gravidade deste problema. Para tornar a situação mais palpável, o Instituto Socioambiental desenvolveu um aplicativo que informa o manancial de onde a água vem e qual é a situação do reservatório.
A ferramenta conta com um banco de dados que abrange todas as cidades que formam a região metropolitana de São Paulo. Para rastrear o reservatório correspondente à água que é entregue na casa, o morador precisa apenas acessar o site e informar o CEP da residência. Automaticamente o mapa já faz a ligação do endereço com o respectivo manancial.

Imagem: Reprodução
As informações não param no nome. O internauta fica sabendo quais são os rios que compõem o sistema de seu abastecimento, a área do reservatório, a capacidade de produção, quantas pessoas são abastecidas por essa mesma fonte e quais são os níveis de ameaça a que o sistema está sujeito.
Na apresentação do aplicativo o Instituto ressalta a importância da ferramenta para transmitir informações e apresentar indicadores sobre o saneamento nos municípios. “O ‘De onde vem a água’ tem como objetivo aproximar as pessoas de suas fontes de água e ampliar o conhecimento sobre a situação de abastecimento”, diz o site.
O Instituto também tirou foto das situações atuais dos principais reservatórios da Grande São Paulo. Veja abaixo algumas dessas imagens.

Reservatório Jaguari - Sistama Cantareira/Foto: Marussia Whately/ISA

Reservatório Atibainha - Sistema Cantareira/Foto: 
Marussia Whately/ISA

Represa Taiaçupeba, Alto Tietê - Adriano Fagundes/ISA

Represa Guarapiranga/Foto: 
Adriano Fagundes/ISA
Redação CicloVivo