sexta-feira, 30 de maio de 2014

Google fabricará seus próprios carros sem motorista

Google fabricará seus próprios carros sem motorista
O carro do Google tem uma carinha "amigável" para ajudar as pessoas a aceitar a tecnologia. [Imagem: Google/Divulgação]
o virtual para o real
O Google pretende ir mais longe com seus carros sem motorista do que parecia a princípio.
Em vez de adaptar veículos de outras montadoras para a sua tecnologia de direção robotizada, a empresa anunciou que começará a construir seus próprios carros autocondutores.
O carro terá apenas um botão de pára e anda, mas nenhum controle, volante ou pedais. Detalhes sobre como o passageiro inserirá o trajeto no veículo ainda não foram divulgados, mas presume-se que isso possa ser feito pelo celular, tablet ou por uma tela no painel.
As primeiras poucas fotos do veículo mostram um carro urbano com uma carinha "amigável" que lembra os emoticons. Segundo a empresa, o design pretende fazê-lo parecer não ameaçador e ajudar as pessoas a aceitar a tecnologia de autocondução.
O veículo, ainda sem nome, acomoda duas pessoas, terá propulsão totalmente elétrica e, no início do programa, sua velocidade máxima será limitada a 40 km/h para garantir a segurança.
"Estamos realmente entusiasmados com este veículo - é algo que vai nos permitir realmente fazer avançar as capacidades da tecnologia de autocondução, e entender suas limitações," disse Chris Urmson, diretor do projeto de carros sem motorista da empresa durante apresentação do projeto em uma conferência na Califórnia.
Preocupações com a segurança
Mas não é só a aparência da parte frontal do carro que é diferente.
Google fabricará seus próprios carros sem motorista
A fábrica de carros sem motorista já está em pleno funcionamento. [Imagem: Google/Divulgação]
A dianteira do veículo foi concebida para ser mais segura para os pedestres, com um material macio semelhante a espuma em lugar do tradicional pára-choques.
O pára-brisas também é mais flexível, o que pode ajudar a reduzir lesões em casos de acidentes.
O veículo sem motorista usa uma combinação de sensores laser e radar, juntamente com os dados da câmera montada no teto, para dirigir de forma autônoma.
Os trajetos dependerão dos mapas do Google, que já tem roteiros elaborados especificamente para o programa, e testados em frota atual da empresa de veículos sem motorista adaptados - a empresa afirma já ter rodado mais de um milhão de quilômetros com eles.
Para os primeiros testes, serão instalados controles extras para que os pilotos de testes do Google possam assumir o controle se houver um problema - os controles poderão ser plugados e retirados do veículo conforme a necessidade.
A empresa planeja construir uma frota de cerca de 200 carros em uma fábrica em Detroit, para usá-los para uma nova etapa de testes da tecnologia de autocondução, que só agora começará a ser avaliada em condições reais de tráfego urbano.
"Vamos ver estes veículos nas estradas dentro de um ano," garantiu Urmson.