BitCoin

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Japoneses querem construir parque solar na Lua


Com o objetivo de aumentar a oferta de energia limpa na Terra, uma equipe de engenheiros japoneses criou o ambicioso projeto de construir na Lua um parque fotovoltaico de alto desempenho.

Planejando uma capacidade de geração contínua na casa dos 13 mil terawatts, a usina solar poderá ser construída por robôs e administrada por humanos, diretamente da Terra.

Os responsáveis pelo enorme projeto sustentável são os engenheiros da Shimizu Corporation – eles afirmam que o parque solar pode ser considerado um sonho para toda a humanidade. “Seria a mudança do uso econômico de recursos limitados para o uso ilimitado de energia limpa.

 Praticamente inesgotável e não poluente, a energia solar é a melhor fonte sustentável do mundo, que traz prosperidade para a natureza, bem como para nossas vidas”, dizem os engenheiros.


A grandiosidade do projeto é proporcional à complexidade de sua execução. Assim, para tirar a unidade extraterrestre do papel, seria necessário instalar um anel lunar, batizado de “Luna Ring” – uma estrutura com cerca de 19.300 km de largura por 10.943 km de comprimento, repleta de painéis solares por toda sua extensão, a serem construídos na própria superfície do satélite.

De acordo com o site InHabitat, o sistema foi planejado para armazenar os raios do sol e irradiar a energia para a Terra, por meio de microondas e raios laser, que não causariam prejuízos à vida no planeta.

Depois de ser processada pelos painéis na Lua e enviada à Terra, a energia solar seria distribuída por estações de recepção, em várias partes do mundo, garantindo o acesso da população à energia limpa.

 O projeto foi publicado em 2011 e conta com um explicativo no site da empresa – entretanto, não há uma data para que seja iniciada a construção do parque solar extraterrestre.

Por Gabriel Felix – Redação CicloVivo